sábado, fevereiro 21, 2009

Notícias

Se tem um tipo de notícias que eu não suporto, realmente dispenso e acho a coisa mais absurda, é a notícia de trânsito. Me encontro várias vezes em engarrafamentos por São Paulo (por sorte nem tantas vezes assim) e, rodando pelas rádios ávido por notícias relevantes sobre a situação sócio-político-bélico-cultural mundial e brasileira, eis que me deparo com algumas rádios dando notícias sobre o trânsito. De como está ruim na 23 de Maio sentido centro, e quem vai para a Granja Vianna pela Raposo Tavares tem que se preocupar com tais e tais kms... e por aí vai.
Pra mim não há nada mais redundante que estar preso em um engarrafamento escutando notícias sobre engarrafamentos ao vivo. Costumo me satisfazer com o engarrafamento que estou enfrentando, sem precisar me preocupar com mais engarrafamentos. E acho muito difícil, pra não dizer impossível, conseguir escapar de algum graças às notícias sobre engarrafamentos.
Veja bem, não me entenda mal, não é que quero estragar a vida destes repórteres automotivos, ou o que seja, mas acho tudo isso de uma grande estranheza.
Acho que minha mãe escuta esse tipo de notícias, me lembro alguma vez estar no carro com ela com esse tipo de notícias sendo transmitido, sem que ela mudasse de estação. Não sei quantos engarrafamentos ela já evitou graças à este costume, nem sei quantos minutos de vida ela já economizou fora dos volantes.
Fico, às vezes, imaginando uma imagem de um senhor de 98 anos, sentado em uma cadeira de balanço, olhando uma pequena rua engarrafada e ouvindo notícias de engarrafamentos.
Outro tipo de notícia que não me interessa muito são notícias sobre futebol. Principalmente comentários e avaliações. Tudo bem, admito que sou um chato nesse quesito. Sempre fui. Na escola eu me recusava a jogar futebol nas aulas de educação física. Às vezes ficava de juiz. Não sei se é porque eu jogava muito mal, ou talvez eu jogasse mal por nunca jogar. Mas que futebol tem sua relevância, até admito. Nem sei o grau de relevância, nem me arrisco a dizer. Mas tem alguma, sem dúvida.
E por fim, as notícias de carnaval.
Me peguei hoje lendo notícias, a esta hora da manhã, e quando menos percebo estou passando pelas páginas do carnaval olhando uma foto da Ellen Roche semi nua (vai, não estava tão semi nua assim, pelo menos não para o meu gosto...), e me dei conta de que seria mais produtivo entrar num site pornô, se fosse para ver isso. Não que eu odeie carnaval, nem nada. Muito pelo contrário, costumo gostar muito. Costumo ir à loucura nesse período do ano. Me embriagar e dançar um samba mal dançado pelas ruas carnavalescas pelos cantos desse país. Mas este ano não. Decidi deixar esse feriado para outra hora e aproveitar esse tempo livre para escrever (não no blog, mas ok), escrever alguns projetos.
E todo ano é a mesma coisa, aquelas escolas de samba todas. As mulheres semi nuas. E tudo isso.
Mas não quero arruinar o carnaval de ninguém.
Só porque eu acordei de mal humor. Sozinho em casa num carnaval ensolarado. Longe da praia. E cheio de trabalho pra fazer... com a válvula da privada entupida, louça pra lavar...

Um comentário:

adélia jeveaux disse...
Este comentário foi removido pelo autor.